Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007

Sei que sim...

Sabes...Já senti o mesmo que tu.

A tua revolta, o teu sofrimento, a tua esperança. Já soube o que era achar que não me importava de sofrer, desde que  valesse a pena. Já sorri só de relembrar momentos, mesmo quando estava triste.

Chorei mesmo sabendo que ninguém merecia as nossas lágrimas. Sabia que tinha de o esquecer...sabia que não pudia continuar assim. No fundo, continuava a acreditar em algo. Agarrava-me á pouca esperança que tinha. Queria acreditar que um dia iria conseguir.

Sei que contigo passa-se a mesma coisa. Sei que parte de ti não quer esquecer, que quer lutar e acreditar, que quer chorar...por achar que vale a pena. Não vou dizer que nunca vale, porque sei que é mentira.

Sabes como esperei, como aceitei certas coisas com a aparente naturalidade...sabes melhor que ninguém o quanto sofri. Se me perguntares se valeu a pena tudo isso...eu digo-te que Sim.  Mas, na realidade, sempre achei que tu não merecias estar assim. Sempre achei (...continuo a achar) que alguém que nos faz chorar não nos merece. No entanto, acredito numa coisa que nem eu própria consigo aceitar.

 

Tu dizes que não o queres esquecer, que não consegues...Mas nós sabemos o quanto és forte e que basta acreditares um bocadinho nisso...

 

Melhor amiga <3

 

Sinto-me: com saudades do pessoal
Música: Mafalda Veiga e João P. Pais - Paciência
Quarta-feira, 9 de Maio de 2007

Para ti...

Doi ver-te assim.

Doi saber que não estás bem, porque, afinal, se tu não estás bem, eu não estou bem.

Dava-te o meu sorriso. Mas não posso, porque não sei onde ele pára. O meu fugiu. O teu também. Mas ele vai voltar, quando menos esperarmos.

Sei que as lágrimas a correr pelo rosto acalmam. Mas sei também que um sorriso é mais compensador. Não estou a querer dizer para sorrires quando te apetece chorar.

Não gosto de te ver chorar mas, se estás triste, chora. Porque é através das lágrimas que conseguimos expulsar a nossa dor. 

Ontem disseram-te: "As flores podem murchar, mas no seu lugar crescem outras mais fortes". Tu argumentaste que nunca mais seriam as mesmas. Tens razão. Nunca mais serão as mesmas flores, mas continuarão a ser as mesmas sementes.

As flores podem não resistir aos ventos , mas as sementes resistem.

As sementes não desistem, porque sabem que o esforço terá resultados.

As sementes resistem a ventos, porque sabem que podem sempre começar de novo.

 

És a minha flor/semente favorita 

És a minha mana

És a minha melhor amiga

Música: Jennifer Lopez - Que hiciste
Sinto-me: Bem...mas não sei como...

Sobre mim =)

Pesquisar neste blog

 

Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
20
21
23
24
25
26
27
28
31

Arquivo

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

101 coisas em 1001 dias ^^

Lista

Links

blogs SAPO